Artigos

Diretora executiva do IILP atribuiu nota positiva à reunião com instituições para concertação de agendas e parcerias

Participaram no encontro a Academia Cabo-verdiana de Letras, a Biblioteca Nacional, o Centro Cultural Brasil Cabo Verde, o Centro Cultural Português, o Centro de Língua Portuguesa – Camões IP, a Delegação Escolar da Praia e a Direção Nacional da Educação, entre outros.

A diretora executiva do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), Marisa Guião de Mendonça, considerou de “positivo” o encontro que manteve ontem com parceiros para a concertação de agendas e parcerias, no âmbito das atividades previstas para 2018.

Marisa Guião de Mendonça fez essa avaliação em declarações à Infropress, quando falava dos resultados conseguidos no fim do “II Encontro de Concertação de Agendas e Parcerias”.

“Foi um momento extremamente rico, a complementar o que aconteceu no ano passado, altura que as instituições estiveram aqui a disponibilizar as suas formas de trabalhar e os seus programas para introduzir nas atividades principais agendas para 2018”, disse.

Segundo a diretora executiva do IILP, no âmbito do encontro, o instituto conta, ao longo da próxima semana, receber de cada instituição participante três a quatro programas, já com um cronograma associado, para montar uma matriz paralela ao que se fez no ano passado.

Nessa matriz, indica, vão figurar, por escrito e organizadas por mês, as atividades de cada uma das instituições participantes, assim como os parceiros que se disponibilizaram a apoiar as agendas.

“Os resultados foram alcançados na sua plenitude e esperamos que cada instituição assuma a as suas responsabilidades como organizadora, assim como parceira, para que possamos, num ano especial para Cabo Verde e CPLP, em que se organiza a Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo, ter um nível de dinâmica muito concertado”, realça.

Questionada se se trata de uma forma de promover o instituto e a Língua portuguesa, Marisa Guião de Mendonça lembrou que o papel do IILP é de ser uma “âncora” para os países da CPLP nesta matéria.

“As instituições podem nos usar como ponto focal e, também, a nível de recursos, seja financeiro ou técnico. Isso é muito importante para o cumprimento das atividades organizadas”, enfatiza.

O II Encontro de Concertação de Agendas e Parcerias tinha como objetivo socializar as agendas, planos de atividades prioritárias, identificar formas de uma melhor e maior cooperação entre as várias instituições presentes e definir atividades concretas a serem realizadas em parceria.

Participaram no encontro a Academia Cabo-verdiana de Letras, a Biblioteca Nacional, o Centro Cultural Brasil Cabo Verde, o Centro Cultural Português, o Centro de Língua Portuguesa – Camões IP, a Delegação Escolar da Praia e a Direção Nacional da Educação, entre outros.

SAPO c\ Inforpress

02.02.2018